-A A +A
Alegre - ES

Histórico

O Programa de Pós-graduação em Engenharia Química (PPEQ) foi criado por meio da Resolução nº. 54/2013 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão e da Resolução nº. 63/2013 do Conselho Universitário, ambos da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Igualmente, o PPEQ foi credenciado pela CAPES em setembro de 2013 quando então recebeu o conceito 3 e reconhecido pelo MEC (Parecer CNE/CES nº. 58/2014 e Portaria nº. 526 de 18 de junho de 2014, publicada Diário Oficial da União).

Até o mês de fevereiro de 2017, o PPEQ formou 12 mestres, sendo 3 alunos da primeira turma ingressante em 2014, 8 alunos da turma de 2015 e 1 aluna da turma de 2016. Além disso, o corpo docente é composto por 10 professores permanentes e 3 professores colaboradores. A coordenação é formada pelos professores Julio Cesar Sampaio Dutra (coordenador) e Wellington Betencurte da Silva (coordenador-adjunto), os quais foram eleitos para o período 2016-2018. Em 2017, o programa passará pela sua primeira avaliação pela CAPES.

O PPEQ tem como área de concentração a Engenharia Química. Segundo o Regulamento Geral da Pós-Graduação da UFES, artigos 13 e 12, respectivamente, da Resolução nº. 11 de 2010, o PPEQ está subordinado administrativamente ao Centro de Ciências Agrárias e Engenharias (CCAE). O Colegiado Acadêmico é seu órgão deliberativo, e é constituído pelo coordenador, coordenador-adjunto, professores permanentes do programa e representantes discentes eleitos, em número e forma definidos pela legislação em vigor. Contudo, todos os professores do PPEQ, incluindo os colaboradores, são convidados a participar das reuniões do Colegiado.

A história do CCAE, onde se localiza o PPEQ, está ligada à antiga Escola Superior de Agricultura do Espírito Santo. Devido a isso, este centro tem vocação para atuar principalmente na grande área do conhecimento das Ciências Agrárias. No entanto, com a criação dos cursos de bacharelado e mestrado em Engenharia Química, respectivamente nos anos de 2008 e 2013, foi possível expandir a atuação de conhecimento nas Engenharias para atender a necessidade de mão de obra qualificada nesta área no Espírito Santo. Essa demanda surgiu de investimentos previstos em prospecção e extração de petróleo e gás natural, nas bacias do Espírito Santo e de Campos, e também nos setores de siderurgia, pelotização, indústria química, celulose e papel, automobilística, metal-cerâmica, alimentos, entre outros.

Vale destacar que são oferecidos atualmente no Brasil 45 cursos de pós-graduação cuja área de concentração é Engenharia Química. No entanto, o PPEQ é primeiro (e ainda o único) programa de pós-graduação oferecido no estado do Espírito Santo nesta área de concentração. Além disso, vale destacar que este curso tem sido o único curso da área do conhecimento de Engenharias no campus de Alegre, conforme classificação do CNPq. Com isso, a criação do curso de mestrado do PPEQ demonstrou o pioneirismo e a capacidade de inovação do corpo docente em enxergar a possibilidade de desenvolvimento de pesquisa em Engenharia Química no Espírito Santo.

No PPEQ, congregam professores com doutorado em Engenharia Química e outros com doutorado em área afim ou área interdisciplinar correlata, como Ciência da Computação, Engenharia Mecânica, Engenharia Nuclear, Física, Geologia e Química, formados em destacadas universidades no Brasil e com período de pesquisa ou cotutela no exterior (Alemanha, Canadá, França, Itália e Noruega). A diversidade de formações é uma ótima solução para o caráter multidisciplinar e interdisciplinar das duas linhas de pesquisa do programa, a saber: Modelagem, Otimização e Análise de Processos (MOAP), ligada ao desenvolvimento de ferramentas computacionais de modelagem, controle e otimização para análise de processos químicos; e Materiais, Bioprocessos e Meio-ambiente (MBMA), que se refere às pesquisas sobre a redução de impactos ao meio ambiente e ao desenvolvimento, caracterização e aplicação de bioprodutos e de novos materiais, como cerâmicas e catalisadores.

Os alunos regulares do PPEQ são oriundos em sua maioria do estado do Espírito Santo, que hoje tem cerca de 8 instituições de ensino que oferecem o curso de graduação em Engenharia Química. Mas, encontram-se matriculados também alunos provenientes dos estados vizinhos, como Rio de Janeiro e Minas Gerais. O número de alunos regulares tem aumentado a cada ano: em 2014, foram apenas 3; em 2015, matricularam-se 8; e, no ano de 2016, entraram mais 11 alunos. Em fevereiro de 2017, ocorreu a matrícula de mais 14 alunos regulares. Boa parte desses alunos participaram de iniciação científica ou realizaram trabalho de conclusão de curso com professores do PPEQ. O número crescente de aluno regulares deve a essa interação com o curso de graduação. Com isso, é possível continuar os projetos de pesquisas, de modo a propiciar a formação de profissionais de Engenharia Química mais especializados.

Para garantir condições adequadas de funcionamento do Programa, visando a geração de dissertações e artigos em periódicos, o Colegiado empenha-se na manutenção de um regimento interno atualizado. O regimento contempla critérios de credenciamento e recredenciamento de docentes alinhados com os critérios de avaliação pela CAPES e também critérios de solicitação de defesa com a exigência de submissão de, pelo menos, um artigo indexado e com Qualis. Foi estipulado pelo Colegiado a submissão de artigo com Qualis mínimo B2, considerando a área das Engenharias II. Além disso, o PPEQ prima por uma estrutura curricular flexível, sem disciplinas obrigatórias, para permitir ao aluno direcionar melhor seus estudos para seu tema de dissertação. O desafio atual do Programa é alavancar a produção de artigos científicos, melhorar as condições de equipamentos e infraestrutura dos laboratórios e captar recursos para buscar futuramente sua consolidação.

Alunos Formados e Matriculados:O programa já formou 15 mestres e conta com 20 alunos regularmente matriculados, todos no mestrado.

Nome dos coordenadores e coordenadores-adjuntos:

25/09/2015 - Atual
Coordenador: JULIO CESAR SAMPAIO DUTRA
Coordenador-adjunto: WELLINGTON BETENCURTE DA SILVA

20/12/2013 - 24/09/2015
Coordenadora: ANDREA OLIVEIRA SOUZA DA COSTA
Coordenador-adjunto: JULIO CESAR SAMPAIO DUTRA

Histórico do conceito CAPES do programa:

  • 2013: conceito 3 (avaliação de abertura)
  • 2017: conceito 3 (1a avaliação quadrienal)
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Alto Universitário, s/nº - Guararema, Alegre - ES | CEP 29500-000